Descubra aqui um modo criativo, responsável e divertido!

O que fazer com os resíduos orgânicos?

Uma boa solução para isso seria a composteira! 

Compostagem é o processo biológico de decomposição e de reciclagem da matéria orgânica contida em restos de origem animal ou vegetal formando um composto.

Neste artigo vamos abordar o vaso compostor. Esta é uma alternativa para a falta de espaço, que além de desviar parte do lixo orgânico do Aterro Sanitário, no final do processo teremos uma planta para consumo e/ou decoração!

Você vai precisar de:

  • 1 galão de 5 litros;     
  • 1 pote de sorvete com furinhos na tampa; 
  • Tesoura para cortar o galão;    
  • Chave de fenda e isqueiro (ou algo que perfure o plástico);
  • Serragem ou folhas secas.

Observação: Para que o chorume seja captado com eficiência, é preciso fazer entre 2 a 3 furos no fundo do galão e colocar um prato (como nos vasos de plantas) ou recipiente para cair o chorume e para drenar a futura planta.

chorume: composto líquido extremamente nutritivo para o solo e para as plantas, também servindo como repelente de alguns insetos e parasitas que causam danos às plantas. Para utilizá-lo como fertilizante e pesticida natural de solo, é preciso dissolver cada parte de chorume em dez partes de água.

Benefícios à quem pratica:

  • Produzir fertilizantes de forma natural e gratuita, sem o uso de produtos químicos sintetizados artificialmente;
  • No caso das empresas e hotéis, maior facilidade para obter certificações ambientais.
  • A compostagem empresarial possibilita ações de marketing ambiental e fortalece a imagem das organizações;
  • O adubo resultante da compostagem pode ser utilizado em jardins e hortas, tornar-se brinde para amigos, clientes e fornecedores ou então ser vendido, gerando lucro;
  • Possíveis abonos fiscais para as empresas devido à redução das emissões de gás carbônico.

Benefícios ao meio ambiente:

  • Como neste processo de decomposição ocorre somente a formação de CO2, H2O e chorume (processo aeróbio), permite que não ocorra a formação de CH4 (gás metano), que é altamente nocivo ao meio ambiente, muito mais agressivo (23x) que o gás carbônico em termos de aquecimento global;
  •  Redução do lixo destinado ao aterro.
  •  Revalorização e aproveitamento agrícola da matéria orgânica.

E aqui vão algumas dicas essenciais:

A hora certa de plantar é quando o alimento não está mais reconhecível, portanto, homogêneo em relação ao composto.

Referências: @juventudelixozero e @institutolixozerobrasil 

Escrito por: Roberta, Catarina e Miloca

×

Olá!

Estamos aqui para qualquer dúvida, sugestão e/ou orçamento.

× Como podemos te ajudar?